Bíblia, Revisar

2 Crônicas 19

Josafá visita seu reino

1 E Josafá rei de Judá se voltou em paz a sua casa em Jerusalém.

Josafá rei de Judá se voltou em paz – (veja 2Cr 18:16). Não muito tempo depois de ter retomado as funções comuns da realeza em Jerusalém, ele foi um dia perturbado por uma visita inesperada e sinistra de um profeta do Senhor [2Cr 19:2]. Este foi Jeú, de cujo pai lemos em 2Cr 16:7. Ele mesmo fora chamado para cumprir o ofício profético em Israel. Mas provavelmente por sua ousada repreensão a Baasa (1Rs 16:1), ele havia sido conduzido por aquele monarca arbitrário dentro do território de Judá, onde agora o encontramos com a licença privilegiada de sua ordem, assumindo a mesma supervisão religiosa de Josafá. como ele havia feito anteriormente do Baasha. Na entrevista aqui descrita, ele condenou, nos termos mais fortes, a liga imprudente e incongruente do rei de Judá com Acabe – o inimigo aberto de Deus (1Rs 22:2) – como uma aliança profana que não seria propícia nem a a honra e o conforto de sua casa, nem os melhores interesses de seu reino. Ele avisou a Josafá que, por causa dessa grave ofensa, “a ira estava sobre ele diante do Senhor”, um julgamento que foi infligido logo depois (ver em 2Cr 20:1-37). A repreensão do profeta, no entanto, foi administrada em uma combinação de severidade e brandura; pois ele se interpôs “a todavia” (2Cr 19:3), o que implicava que a ameaça da tempestade seria evitada, em sinal da aprovação divina de seus esforços públicos para a promoção da verdadeira religião, bem como da piedade sincera. de seu caráter pessoal e vida.

2 E saiu-lhe ao encontro Jeú o vidente, filho de Hanani, e disse ao rei Josafá: Ao ímpio dás ajuda, e amas aos que aborrecem ao SENHOR? Pois a ira da presença do SENHOR será sobre ti por ele.
3 Porém se acharam em ti boas coisas, porque cortaste da terra os bosques, e dispuseste tua coração a buscar a Deus.

Porém. O profeta tem para Jeosafá palavras de consolação, assim como palavras de culpa, e lembra ao rei que ao tirar os bosques (as imagens de Aserá, 1 Reis 14:15) ele tinha mostrado o verdadeiro espírito teocrático, que não deixaria de ser reconhecido e abençoado por Deus. E este oráculo de culpa e de louvor inspirou o rei a tentar novas reformas. [Whedon]

4 Habitou, pois, Josafá em Jerusalém; mas dava volta e saía ao povo, desde Berseba até o monte de Efraim, e os reconduzia ao SENHOR, o Deus de seus pais.

mas dava volta e saía ao povo – Isso significa que ele reconduziu os comissários da instrução pública (2Cr 17:7-9), talvez com novos poderes e uma equipe maior de assistentes para ultrapassar todas as partes da terra. O complemento de mestres necessários para esse propósito seria facilmente obtido porque toda a tribo de levitas estava concentrada no reino de Judá.

Suas instruções para os juízes

5 E pôs na terra juízes em todas as cidades fortes de Judá, por todos os lugares.

Houve tribunais judiciais estabelecidos em um período inicial. Mas Josafá foi o primeiro rei que modificou essas instituições de acordo com as circunstâncias do agora fragmentário reino de Judá. Ele fixou tribunais locais em cada uma das cidades fortificadas, sendo estas as capitais provinciais de todos os distritos (ver Dt 16:18).

6 E disse aos juízes: Olhai o que fazeis: porque não julgueis em lugar de homem, mas sim em lugar do SENHOR, o qual está convosco no negócio do juízo.
7 Seja, pois, convosco o temor do SENHOR; guardai e fazei: porque no SENHOR nosso Deus não há iniquidade, nem acepção de pessoas, nem receber suborno.

Aos sacerdotes e levitas

8 E pôs também Josafá em Jerusalém alguns dos levitas e sacerdotes, e dos pais de famílias de Israel, para o juízo do SENHOR e para as causas. E voltaram a Jerusalém.

alguns dos levitas e sacerdotes, e dos pais de famílias de Israel – Um certo número dessas três classes constituía uma corte suprema, que ficava em Jerusalém para examinar os casos de apelação dos tribunais inferiores. Consistia em duas divisões: a primeira das quais tinha jurisdição em assuntos eclesiásticos; o segundo, em casos civis, fiscais e criminais. Segundo outros, as duas divisões da corte suprema decidiram: a de acordo com a lei contida nos livros sagrados; o outro de acordo com a lei do costume e da equidade. Como nos países orientais nos dias atuais, a lei escrita e não escrita é objeto de jurisdição separada.

9 E mandou-lhes, dizendo: Procedereis assim com temor do SENHOR, com verdade, e com coração íntegro.

com coração íntegro. Ou seja, um coração inteiramente leal (1Cr 12:38). Os juízes não deviam tentar combinar o serviço de Deus com a aceitação de subornos. [Cambridge]

10 Em qualquer causa que vier a vós de vossos irmãos que habitam nas cidades, entre sangue e sangue, entre lei e preceito, estatutos e direitos, haveis de admoestar-lhes que não pequem contra o SENHOR, porque não venha ira sobre vós e sobre vossos irmãos. Agindo assim, não pecareis.

Os judeus que “habitavam nas cidades”, se insatisfeitos com a decisão dada pelos juízes provinciais, poderiam, portanto, levar a causa a Jerusalém, como a um tribunal de apelação. [Barnes]

11 E eis que Amarias sacerdote será o que vos presida em todo negócio do SENHOR; e Zebadias filho de Ismael, príncipe da casa de Judá, em todos os negócios do rei; também os levitas serão oficiais em presença de vós. Esforçai-vos, pois, e agi; porque o SENHOR estará com quem é bom.

Nas causas religiosas, Amarias, o sumo sacerdote, deveria presidir o tribunal; nas causas civis ou criminais, Zebadias seria o presidente. E aos levitas, além dos juízes, designou os cargos subordinados sobre a corte. [Barnes]

<2 Crônicas 18 2 Crônicas 20>

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.