Bíblia

Salmo 146

Aviso Quer estudar a Bíblia e não sabe por onde começar? Conheça o nosso curso: Como Estudar a Bíblia? Ele é gratuito, online e pode ser iniciado agora mesmo! Clique aqui e saiba mais.


1 Aleluia! Louva ao SENHOR, ó minha alma!

Algumas versões (ACF, NVT) começam com “Louvai ao SENHOR” que é a tradução de Aleluia.

2 Louvarei ao SENHOR durante toda a minha vida; cantarei louvores a meu Deus enquanto eu viver.

enquanto eu viver – ou então, “até o meu último suspiro” (NVT). Whedon sugere que aqui há uma alusão a imortalidade.

3 Não ponhas tua confiança em príncipes; em filhos de homens, em quem não salvação.

Não ponhas tua confiança em príncipes. Um príncipe (Ciro, Ed 1:1-4) e depois outro (Dário, Ed 6) ajudaram Israel a reconstruir o templo. No entanto, eles eram apenas servos de um Superior; eles eram apenas filhos de homens, fracos e mutáveis. [Whedon, 1870]

4 Saindo deles o espírito, voltam para ao pó; naquele mesmo dia seus planos perecem.

A natureza perecível da classe de seres a que os príncipes pertencem mostra quão pouca “confiança” deve se depositar neles (Sl 146:3). Como pode eles oferecer “ajuda” ou salvação a outros que não se podem salvar a si próprios? A morte repentinamente rompe sua teia de projetos, pondo assim fim a toda a esperança que nele foi depositada. [JFU, 1871]

5 Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó como sua ajuda, cuja esperança está no SENHOR seu Deus;

Bem-aventurado (“Como é feliz”, NVI) aquele que tem o Deus de Jacó como sua ajuda. “Deus de Jacó” é uma expressão comum nos salmos tardios, onde quase substitui a sentença “Deus de Israel” (Sl 76:6; 81:1,4; 84:8; 94:7; 114:7; 132:2,5; e a passagem atual). É rara nos livros históricos e nos profetas.

cuja esperança está no SENHOR seu Deus (comp. Sl 22:9; 39:7; 62:5; 71:5, etc.). [Pulpit, 1895]

6 Que fez os céus e a terra, o mar, e tudo o que neles ; que mantém sua fidelidade para sempre.

fidelidade. A conexão dessa característica do caráter Divino com o ato criativo é digna de nota. Este ato foi para o universo uma promessa e compromisso, assim como o pacto foi uma promessa peculiar para Israel. [Ellicott, 1905]

7 Que faz justiça aos oprimidos, que dá pão aos famintos. O SENHOR liberta os presos.

Ilustrações dos atos de bondade do SENHOR com referência às circunstâncias de Israel. Observe como essas obras divinas foram literalmente manifestadas nos milagres de Cristo.

O SENHOR. Cinco vezes o nome do SENHOR aparece enfaticamente no início da linha (vs. 7-9), para mostrar que é Ele e nenhum outro que faz todas essas coisas.

liberta os presos. A prisão pode ser uma figura para o exílio, ou então para o sofrimento em geral (compare com Sl 107:10,14). Sair da prisão e dar vista aos cegos são unidos em Is 42:7; 61:1, “tirar do cárcere os que habitam em trevas”. [Cambridge, 1906]

8 O SENHOR dá vista aos cegos. O SENHOR levanta os abatidos. O SENHOR ama os justos.

O SENHOR dá vista aos cegos (Is 35:5) – tanto os literalmente cegos quanto os espirituais: os que ignoram o caminho da salvação (Dt 28:29; Is 59:10; Jó 12:25).

O SENHOR levanta os abatidos – de Sl 145:14. [JFU, 1871]

9 O SENHOR guarda os estrangeiros; sustenta o órfão e a viúva; mas põe dificuldades ao caminho dos perversos.

mas põe dificuldades ao caminho dos perversos – ou então, “mas frustra os planos dos perversos” (NVT).

10 O SENHOR reinará eternamente. Ó Sião, o teu Deus reinará geração após geração. Aleluia!

Algumas versões (ACF, NVT) terminam com “Louvai ao SENHOR” que é a tradução de Aleluia.

<Salmo 145 Salmo 147>

Introdução ao Salmo 146

Aqui começa o grupo de salmos conhecidos como Salmos de Aleluia (Salmos 146-150), assim chamados porque cada um deles começa e termina com essa palavra, que significa: “Louvai ao SENHOR”. Eles resumem a alegria dos exilados que retornaram a Judá, e formam um hino de louvor digno do livro dos Salmos. Eles foram feitos, obviamente, para serem usados no Segundo Templo. Salmos 146 louva a Deus como o verdadeiro auxílio. [Dummelow, 1909]

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – junho de 2020.