Bíblia

Juízes 10

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Tola julga Israel em Samir

1 E Depois de Abimeleque levantou-se para livrar a Israel, Tolá filho de Puá, filho de Dodô, homem de Issacar, o qual habitava em Samir, no monte de Efraim.

“filho de Puá”

Ele era tio de Abimeleque pelo lado do pai e, consequentemente, irmão de Gideão; contudo o primeiro era da tribo de Issacar, enquanto o segundo era de Manassés. Eles eram, provavelmente, irmãos uterinos.

“habitava em Samir, no monte de Efraim”

Aqui fez a sede de seu governo.

2 E julgou a Israel vinte e três anos, e morreu, e foi sepultado em Samir.
3 Depois dele se levantou Jair, gileadita, o qual julgou a Israel vinte e dois anos.

“Jair, gileadita”

Esse juiz era uma pessoa diferente do conquistador daquele território e fundador de Havote-Jair, ou “aldeias de Jair” (Nm 32:41; Dt 3:14; Js 13:3; 1Cr 2:22).

4 Este teve trinta filhos que cavalgavam sobre trinta asnos, e tinham trinta vilas, que se chamaram as vilas de Jair até hoje, as quais estão na terra de Gileade.

“Este teve trinta filhos que cavalgavam sobre trinta asnos”

Isto é um traço característico de modos orientais naqueles tempos; e a concessão de uma aldeia a cada um dos seus trinta filhos foi uma prova notável das suas extensas posses. Ele ter trinta filhos não é uma prova conclusiva de que ele tivesse mais de uma esposa, muito menos que ele tivesse mais de um por vez. Haviam casos, neste país, de homens tendo tantos filhos por duas esposas sucessivas.

5 E morreu Jair, e foi sepultado em Camom.

Israel oprimido pelos filisteus e amonitas

6 Mas os filhos de Israel voltaram a fazer o mal aos olhos do SENHOR, e serviram aos baalins e a Astarote, e aos deuses da Síria, e aos deuses de Sidom, e aos deuses de Moabe, e aos deuses dos filhos de Amom, e aos deuses dos filisteus:

“Mas os filhos de Israel voltaram a fazer o mal aos olhos do SENHOR”

Esta apostasia parece ter excedido a anterior na grosseria e universalidade da idolatria praticada.

7 E o SENHOR se irou contra Israel, e vendeu-os por mão dos filisteus, e por mão dos filhos de Amom:

“filisteus, e … dos filhos de Amom”

As incursões predatórias desses dois vizinhos hostis foram feitas, naturalmente nas partes da terra respectivamente próximas a eles. Mas os amonitas, animados com o espírito de conquista, carregaram suas armas pelo Jordão; de modo que as províncias centrais e do sul de Canaã foram amplamente desoladas.

8 Os quais moeram e quebrantaram aos filhos de Israel naquele tempo dezoito anos, a todos os filhos de Israel que estavam da outra parte do Jordão na terra dos amorreus, que é em Gileade.
9 E os filhos de Amom passaram o Jordão para fazer também guerra contra Judá, e contra Benjamim, e a casa de Efraim: e foi Israel em grande maneira afligido.

O choro a Deus

10 E os filhos de Israel clamaram ao SENHOR, dizendo: Nós pecamos contra ti; porque deixamos a nosso Deus, e servido aos baalins.

O primeiro passo do arrependimento é a confissão do pecado, e a melhor prova da sua sinceridade é dada pelo transgressor, quando ele chora não apenas sobre as dolorosas consequências que resultaram de suas ofensas para si mesmo, mas sobre o mal hediondo cometido contra Deus.

11 E o SENHOR respondeu aos filhos de Israel: Não fostes oprimidos pelo Egito, pelos amorreus, pelos amonitas, dos filisteus,

“E o SENHOR respondeu aos filhos de Israel: Não fostes oprimidos pelo Egito”

As circunstâncias registradas neste versículo e nos seguintes provavelmente não foram feitas através do sumo sacerdote, cujo dever era interpretar a vontade de Deus.

12 Dos de Sidom, de Amaleque, e de Maom, e clamando a mim vos livrei de suas mãos?

Maom: isto é, “midianitas”.

13 Mas vós me deixastes, e servistes a deuses alheios: portanto, eu não vos livrarei mais.
14 Andai, e clamai aos deuses que escolhestes para vós, que vos livrem no tempo de vossa aflição.
15 E os filhos de Israel responderam ao SENHOR: Pecamos; faze tu conosco como bem te parecer: somente que agora nos livres neste dia.
16 E tiraram dentre si os deuses alheios, e serviram ao SENHOR; e sua alma foi angustiada por causa do sofrimento de Israel.

Em seu abandono da idolatria e retorno à pureza da adoração, Deus graciosamente abreviou o prazo da aflição nacional e restaurou os tempos de paz.

17 E juntando-se os filhos de Amom, assentaram acampamento em Gileade; juntaram-se assim os filhos de Israel, e assentaram seu acampamento em Mispá.

“E juntando-se os filhos de Amom”

Para continuar a guerrilha, os amonitas prosseguiram numa campanha contínua. Seu objetivo estabelecido era arrancar todo o território trans-jordânico de seus ocupantes reais. Nesta grande crise, uma reunião geral das tribos israelitas foi realizada em Mispá. Este Mispá estava no leste de Manassés (Js 11:3).

18 E os príncipes e o povo de Gileade disseram um ao outro: Quem será o que começará a batalha contra os filhos de Amom? Ele será cabeça sobre todos os que habitam em Gileade.
<Juízes 9 Juízes 11>

Leia também uma introdução ao livro dos Juízes.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados