Bíblia, Revisar

Salmo 141

1 (Salmo de Davi:) Ó SENHOR, eu clamo a ti; apressa-te a mim; ouve minha voz, quando eu clamar a ti.
2 Apresente-se minha oração como incenso diante de ti; e o levantar de minhas mãos como a oferta do anoitecer.
3 Põe, SENHOR, uma guarda em minha boca; vigia a abertura dos meus lábios.
4 Não inclines meu coração para as coisas más, para fazer o mal junto com homens que praticam maldade; e não coma eu das delícias deles.
5 Que o justo me faça o favor de me espancar e me repreender; isto me será azeite sobre a cabeça; minha cabeça não rejeitará, porque ainda orarei contra as maldades deles.
6 Quando seus juízes forem lançados contra a rocha, então ouvirão minhas palavras, porque são agradáveis.
7 Como quem lavra e fende a terra, assim nossos ossos são espalhados à entrada do Xeol.
8 Porém meus olhos estão voltados para ti, ó Senhor DEUS; em ti confio; não desampares minha alma.
9 Guarda-me do perigo da armadilha que me prepararam; e dos laços da cilada dos que praticam maldade.
10 Caiam os perversos cada um em suas próprias redes, e eu passe adiante em segurança.
<Salmo 140 Salmo 142>

Introdução ao Salmo 141

Este Salmo evidencia sua autoria como precedente, por sua estrutura e pelo caráter de seu conteúdo. É uma oração de libertação dos pecados aos quais a aflição o tentou e dos inimigos que a causaram.

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.