Bíblia, Revisar

Provérbios 28

1 Os perversos fogem mesmo quando não há quem os persiga, mas os justos são confiantes como um leão.

A má consciência torna os homens tímidos; os justos estão sozinhos verdadeiramente ousados ​​(Pv 14:26; Salmo 27: 1).

2 Pela rebelião numa terra, seus governantes são muitos; mas por meio de um homem prudente e conhecedor seu governo permanecerá.

A anarquia que produz os governantes em disputa encurta o reinado de cada um.

mas por meio de um homempermanecerá – ou, “por um homem de entendimento – isto é, um bom governante – aquele que conhece ou considera o certo, isto é, um bom cidadão, prolongará (seus dias).” Bons governantes são um bênção para as pessoas. O mau governo como castigo pelo mal é contrastado com o bem como bênção para o bem.

3 O homem pobre que oprime aos necessitados é como uma chuva devastadora que causa falta de pão.

O homem pobre – Tal, no poder, exija mais severamente, e assim deixe os sujeitos à mostra.

4 Os que abandonam a lei louvam ao perverso; porém os que guardam a lei lutarão contra eles.

Os que abandonam a leiperverso – os mal intencionados encorajam uns aos outros.

5 Os homens maus não entendem a justiça; mas os que buscam ao SENHOR entendem tudo.

(Veja Jo 7:17). A ignorância da verdade moral é devida à falta de vontade de conhecê-la.

6 Melhor é o pobre que anda em sua honestidade do que o perverso de caminhos, ainda que seja rico.

(Compare Pv 10: 6). As riquezas não podem compensar o pecado, nem a falta delas afeta a integridade.

7 O que guarda a lei é um filho prudente, mas o companheiro de comilões envergonha a seu pai.

(Compare Pv 17:25).

comilões –  (Pv 23:20, Pv 23:21).

8 Aquele que aumenta seus bens por meio de juros e lucros desonestos está juntando para o que se compadece dos pobres.

juros e lucros desonestos – (Compare Margin). Os dois termos, quase o mesmo, podem denotar interesse excessivo. A providência de Deus direciona o uso adequado da riqueza.

9 Aquele que desvia seus ouvidos de ouvir a lei, até sua oração será abominável.

(Veja Pv 15: 8; Pv 21:27).

ouvidos – isto é, obedecendo. Deus requer adoradores sinceros (Salmo 66:18; Jo 4:24).

10 Aquele que faz as pessoas corretas errarem em direção a um mau caminho, ele mesmo cairá em sua cova; mas os que não tiverem pecado herdarão o bem.

(Compare Pv 26:27).

11 O homem rico é sábio aos seus próprios olhos; mas o pobre prudente o examina.

Um homem pobre, mas sábio, pode descobrir (e expor) os ricos e egoístas.

12 Quando os justos estão contentes, muita é a alegria; mas quando os perversos se levantam, os homens se escondem.

muita é a alegria – ou, por causa disso a um povo, pois os justos se regozijam no bem, e a justiça exalta uma nação (Pv 14:34).

os homens se escondem – isto é, o bom aposentado, ou todos os tipos tentam escapar de uma regra perversa.

13 Quem encobre suas transgressões nunca prosperará, mas aquele que as confessa e as abandona alcançará misericórdia.

(Compare Sl 32: 3-5). A ocultação do pecado não liberta a ira de Deus, mas Ele mostra misericórdia ao humilde penitente (Sl 51: 4).

14 Bem-aventurado o homem que sempre mantém seu temor; mas aquele que endurece seu coração cairá no mal.

feareth – isto é, Deus, e assim se arrepende.

endurece seu coração – torna-se insensível ao pecado, e assim não se arrependerá (Pv 14:16; Pv 29: 1).

15 Leão rugidor e urso faminto é o governante perverso sobre um povo pobre.

A rapidez e a crueldade de tais bestas representam bem alguns homens perversos (compare Sl 7: 2; Salmo 17:12).

16 O príncipe que tem falta de entendimento aumenta as opressões; mas aquele que odeia o lucro desonesto prolongará seus dias.

O príncipeentendimento – isto é, ele não percebe que a opressão ameaça seu sucesso. A cobiça geralmente produz opressão, daí o contraste.

17 O homem atormentado pelo sangue de alguma alma fugirá até a cova; ninguém o detenha.

sangue – ou, que é oprimido pelo sangue da vida (Gn 9: 6), que ele tomou.
para o poço – a sepultura ou destruição (Pv 1:12; Jó 33: 18-24; Salmo 143: 7).

fique com ele – sustente ou entregue-o.

18 Aquele que anda sinceramente será salvo; mas o que se desvia em seus caminhos cairá de uma só vez.

(Veja Pv 10: 9; Pv 17:20). O trato duplo é eventualmente fatal.

19 Aquele que lavrar sua terra terá fartura de pão; mas o que segue coisas inúteis terá fartura de pobreza.

(Veja Pv 10: 4; Pv 20: 4).

coisas inúteis – zangões ociosos e inúteis, implicando que eles também são maus (Pv 12:11; Salmo 26: 4).

20 O homem fiel terá muitas bênçãos; mas o que se apressa para enriquecer não ficará impune.

rico – implicando fraude ou fraude (Pv 20:21), e tão oposto a “fiel” ou confiável.

21 Fazer acepção de pessoas não é bom; porque até por um pedaço de pão o homem pode transgredir.

respeito das pessoas – (Pv 24:23). Tais são levados ao mal pelo menor motivo.

22 Quem tem pressa para ter riquezas é um homem de olho mau; e ele não sabe que a miséria virá sobre ele.

(Compare Pv 28:20).

olho mal – no sentido geral de Pv 23: 6, aqui mais específico para a cobiça (compare Pv 22: 9; Mt 20:15).

pobreza … ele – pela providência de Deus.

23 Aquele que repreende ao homem obterá mais favor depois do que aquele que lisonjeia com a língua.

(Veja Pv 9: 8, Pv 9: 9; Pv 27: 5). Aqueles beneficiados pela repreensão vão amar seus monitores.

24 Aquele que furta seu pai ou sua mãe e diz: Não é pecado,É companheiro do homem destruidor.

(Veja Mt 15: 4-6). Tais, embora herdeiros, são virtualmente ladrões, para serem classificados com salteadores.

25 Quem tem alma orgulhosa levanta brigas; mas aquele que confia no SENHOR prosperará.

Quem tem alma orgulhosa – literalmente, “cheio de alma” – isto é, autoconfiante e, portanto, arrogante e litigioso.

prosperará – (Pv 11:25; Pv 16:20).

26 Aquele que confia em seu próprio coração é tolo; mas o que anda em sabedoria escapará em segurança.

(Compare Pv 3: 6-8).

anda em sabedoria – isto é, confiando em Deus (Pv 22: 17-19).

27 Quem dá ao pobre não terá falta; mas o que esconde seus olhos terá muitas maldições.

(Veja Pv 11: 24-26).

esconde seus olhos – como o rosto (Salmo 27: 9; Salmo 69:17), denota desatenção.

28 Quando os perversos ganham poder, os homens se escondem; mas quando perecem, os justos se multiplicam.

A elevação dos ímpios ao poder leva os homens a buscar refúgio da tirania (compare Pv 28:12; Pv 11:10; Salmo 12: 8).

<Provérbios 27 Provérbios 29>

Leia também uma introdução ao livro dos Provérbios.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.