Bíblia, Revisar

1 Crônicas 10

Derrota e morte de Saul

1 Os filisteus guerrearam contra Israel; e os homens de Israel fugiram diante deles, e caíram feridos no monte de Gilboa.

Os filisteus guerrearam contra Israel – Os detalhes deste capítulo não têm relação com as genealogias anteriores e parecem ser inseridos apenas para introduzir a narrativa da elevação de Davi ao trono de todo o reino. O paralelo entre os livros de Samuel e Crônicas começa com este capítulo, que relaciona a questão da batalha fatal de Gilboa quase nas mesmas palavras que 1Sm 31:1-13.

2 E os filisteus perseguiram a Saul e a seus filhos; e os filisteus mataram Jônatas, Abinadabe, e Malquisua, filhos de Saul.
3 E a batalha se dificultou sobre Saul; os flecheiros o alcançaram, e ele foi ferido pelos flecheiros.

As palavras hebraicas podem ser assim traduzidas: “Os arqueiros encontraram (atacaram) ele, e ele temeu os arqueiros.” Ele não foi ferido, pelo menos não perigosamente, quando resolveu cometer suicídio. A ação foi o efeito do terror repentino e da devastadora depressão dos espíritos [Calmet].

4 Então Saul disse a seu escudeiro: Tira a tua espada, e atravessa-me com ela, para que não aconteça que estes incircuncisos venham, e escarneçam de mim.Porém seu escudeiro não quis, porque tinha muito medo. Então Saul tomou a espada, e se lançou sobre ela.

Porém seu escudeiro não quis, porque tinha muito medo – Ele foi, é claro, colocado na mesma condição perigosa que Saul. Mas é provável que os sentimentos que o impediram de cumprir o desejo de Saul fossem um profundo respeito pela realeza, misturado com a apreensão do choque que tal catástrofe daria aos sentimentos e interesses nacionais.

5 E quando seu escudeiro viu que Saul estava morto, ele também se lançou sobre sua espada, e morreu.
6 Assim Saul e seus três filhos morreram; e toda a sua casa morreu juntamente com ele.

Seus filhos e cortesãos que estavam lá envolvidos na batalha. Mas parece que Is-Bosete e Mefibosete foram mantidos em Gibeá por causa de sua juventude.

7 E quando todos os homens de Israel que estavam no vale viram que o exército havia fugido, e que Saul e seus filhos estavam mortos, deixaram suas cidades, e fugiram; então os filisteus vieram, e habitaram nelas.

Os filisteus triunfam sobre ele

8 E no dia seguinte, quando os Filisteus vieram para despojar os mortos, acharam Saul e seus filhos estendidos no monte de Gilboa.
9 Então o despiram, tomaram sua cabeça e suas armas, e as enviaram por toda a terra dos filisteus para anunciarem a seus ídolos e ao povo.
10 E puseram suas armas no templo de seu deus, e colocaram sua cabeça no templo de Dagom.

puseram suas armas no templo de seu deus – Era comum entre os pagãos fazer voto a uma divindade nacional ou favorita, que, no caso de uma vitória, a armadura do rei do inimigo, ou de algum líder eminente, deveria ser dedicado a ele como uma oferta de gratidão. Tais troféus eram geralmente suspensos nos pilares do templo.

colocaram sua cabeça no templo de Dagom – enquanto o tronco ou cadáver sem cabeça estava afixado na parede de Bete-Sã (1Sm 31:10).

11 E quando todos os de Jabes-Gileade ouviram tudo quanto filisteus haviam feito a Saul,
12 Todos os homens valentes se levantaram, tomaram o corpo de Saul e os corpos de seus filhos, e os trouxeram a Jabes; e sepultaram seus ossos debaixo de um carvalho em Jabes, e jejuaram durante sete dias.
13 Assim Saul morreu por sua transgressão com que havia transgredido contra o SENHOR, por causa da palavra do SENHOR, a qual ele não obedeceu; e por ter buscado à médium para lhe consultar,

Saul morreu por sua transgressão com que havia transgredido contra o SENHOR – ao poupar o rei dos amalequitas e tomar os rebanhos do povo em despojos [1Sm 15:9], bem como em ter consultado uma pitonisa [1Sm 28:7]. Ambos os atos eram grandes pecados – o primeiro como uma violação do comando expresso e positivo de Deus [1Sm 15:3], e o segundo como contrário a um bem conhecido estatuto do reino (Lv 19:31).

14 E não ter buscado ao SENHOR. Por isso ele o matou, e passou o reino a Davi, filho de Jessé.

E não ter buscado ao SENHOR – Ele o fez na forma (1Sm 28:6), mas não no espírito de um humilde penitente, nem com a confiança crente de um adorador sincero. Sua investigação foi, de fato, uma mera zombaria, e sua total falta de todas as impressões religiosas certas foi manifestada por ele ter se precipitado de Deus para um miserável impostor a serviço do diabo [1Sm 28:7].

<1 Crônicas 9 1 Crônicas 11>

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.