Bíblia, Revisar

Jeremias 36

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Foi publicada publicamente como profecias de Jeremias coletadas em um volume. O rolo é queimado por Jeoiaquim e escrito novamente por Baruque no ditado de Jeremias.

1 Sucedeu, no quarto ano de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá, que veio esta palavra do SENHOR a Jeremias, dizendo:

quarto ano – o comando para escrever o rolo foi dado no quarto ano, mas não foi lido publicamente até o quinto ano. Como Isaías subjugou uma história de eventos confirmando suas profecias (Is 36:1-22; 37:1-38; 38:1-22; Is 39:1-8), então Jeremias também no trigésimo sétimo a quarenta e três capítulos; mas ele prefacia sua história com a narrativa de um incidente que ocorreu há algum tempo, mostrando que ele, não apenas por palavra, mas por escrito, e por duas vezes, testificou tudo o que ele está prestes a declarar como tendo ocorrido posteriormente [Grotius ]. No final do terceiro ano de Jeoiaquim, Nabucodonosor recrutou um exército contra Jerusalém e o levou no fim do quinto ou início do sexto ano, levando cativo Jeoiaquim, Daniel, etc. Jeoiaquim retornou no mesmo ano, e por três anos foi tributário: então ele reteve tributo. Nabucodonosor voltou e tomou Jerusalém, e levou Jeoiaquim, que morreu na estrada. Isso harmoniza este capítulo com 2Rs 24:1-20 e Dn 1:1-21. Veja em Jr 22:19.

2 Toma para ti um rolo de livro, e escreve nele todas as palavras que falei a ti sobre Israel e sobre Judá, e sobre todas as nações, desde o dia que comecei a falar a ti, desde os dias de Josias até hoje.

rolo de livro – um livro formado de peles preparadas feitas em um rolo. Compare “volume do livro”, isto é, o Pentateuco (Sl 40:7). Não se segue que suas profecias não tenham sido antes escritas; o que está implícito é que agora eles foram escritos juntos em um volume, de modo a serem lidos continuamente para os judeus no templo.

contra… nações – (Jr 25:15, etc.).

de… dias de Josias – (Jr 25:3). Do décimo terceiro ano de Josias (Jr 1:2).

3 Talvez a casa de Judá ouça todo o mal que eu penso lhes fazer; para que cada um se converta de seu mau caminho; então eu perdoarei a maldade e o pecado deles.

ouvir – considere seriamente.

retorno … do caminho do mal – (Jn 3:8).

4 Então Jeremias chamou a Baruque, filho de Nerias; e Baruque escreveu da boca de Jeremias, em um rolo de livro, todas as palavras que o SENHOR havia lhe falado.

palavras que o SENHOR – Deus especialmente sugerindo o que poderia ter escapado de sua memória, e direcionando a escolha das palavras, bem como a substância (Jo 14:26; 16:13).

5 E Jeremias mandou a Baruque, dizendo: Eu estou preso, não posso entrar na casa de SENHOR;

Eu estou preso – não na prisão, pois não há relato de seu aprisionamento sob Jeoiaquim, e Jr 36:19,26 são inconsistentes com isso: mas, “estou impedido”, isto é, por algum obstáculo; ou, por medo do rei, a cuja raiva Baruque estava menos exposto, por não ser o autor da profecia.

6 Portanto entra tu, e lê do rolo que escreveste de minha boca as palavras do SENHOR aos ouvidos do povo, na casa do SENHOR, no dia do jejum; e também as lerás aos ouvidos de todo Judá, os que vêm de suas cidades.

vai – no ano seguinte (Jr 36:9).

dia do jejum – (veja Jr 36: 9). Um jejum extraordinário, no nono mês (ao passo que o jejum no grande dia da expiação foi no décimo dia do sétimo mês, Lv 16:29; 23:27-32), designado para evitar a calamidade iminente, quando Temia-se que Nabucodonosor, tendo no ano anterior (isto é, o quarto de Jeoiaquim), ferido Faraó-Neco em Carquise, atacaria a Judéia, como aliada do Egito (2Rs 23:34-35). O jejum era provavelmente uma ocasião em que Jeremias acharia os judeus mais brandos, assim como um número maior deles se reuniu.

7 Talvez a oração deles chegue à presença do SENHOR, e cada um se converta de seu mau caminho; porque grande é a ira e o furor que o SENHOR tem pronunciado contra este povo.

súplica – literalmente “a súplica cairá”; aludindo à atitude prostrada dos suplicantes (Dt 9:25; Mt 26:39), como peticionários caem aos pés de um rei no Oriente. Então hebraico, Jr 38:26; Dn 9:18, margem.

8 E Baruque filho de Nerias fez conforme a tudo quanto o profeta Jeremias havia lhe mandado, lendo naquele livro as palavras do SENHOR na casa do SENHOR.
9 E aconteceu no quinto ano de Jeoaquim filho de Josias, rei de Judá, no nono mês, que proclamaram jejum diante do SENHOR, a todo o povo em Jerusalém, como também a todo o povo que vinha das cidades de Judá a Jerusalém.

eles proclamaram … a todas as pessoas … a todos, etc. – ao contrário, “todo o povo … todo o povo proclamou um jejum” [Michaelis]. Os chefes nomearam o jejum pelo desejo do povo. Em qualquer das versões, o rei ímpio não tinha participação na indicação do jejum.

10 Então Baruque leu naquele livro as palavras de Jeremias na casa do SENHOR, na câmara de Gemarias, filho de Safã, o escriba, no pático de cima, à entrada da porta nova da casa do SENHOR, aos ouvidos de todo o povo.

câmara – Baruch leu da janela ou varanda da câmara olhando para a quadra onde as pessoas estavam reunidas. No entanto, algumas das câmaras eram grandes o suficiente para conter um número considerável (Ne 13:5).

Gemarias – distinto do Gemarias, filho de Hilkiah, em Jr 29:3.

Safã – a mesma pessoa que em 2Rs 22:3.

escriba – secretário de estado, ou ele que presidiu os registros públicos.

corte superior – a dos sacerdotes, a corte do povo sendo menor (2Cr 4:9).

novo portão – (Jr 26:10). O portão leste.

11 E Miqueias, filho de Gemarias, filho de Safã, quando ouviu todas as palavras do SENHOR daquele livro,
12 Desceu à casa do rei, à câmara do escriba; e eis que estavam ali sentados todos os príncipes: Elisama, o escriba; Delaías filho de Semeías; Elnatã filho de Acbor; Gemarias filho de Safã; Zedequias filho de Ananias; como também a todos os príncipes.

câmara do escrivão – um apartamento no palácio ocupado pelo secretário de estado.

príncipes – segurando um conselho de estado na época.

Elnathan – que já havia sido um instrumento do mal na mão de Jeoiaquim (Jr 26:22-23).

Hananias – o falso profeta (Jr 28:10-17).

13 E Miqueias lhes anunciou todas as palavras que tinha ouvido enquanto Baruque lia no livro aos ouvidos do povo.
14 Então todos os príncipes enviaram a Jeudi filho de Netanias, filho de Selemias, filho de Cusi, para que dissesse a Baruque: Toma o rolo em que leste aos ouvidos do povo, e vem. Então Baruque filho de Nerias tomou o rolo em sua mão, e veio a eles.

Jeudi – de uma boa família, como parece de seu pedigree ser dado de forma tão completa, mas em uma posição subordinada.

Em vez de exigir que Baruque viesse a eles, eles deveriam ter ido ao templo e ali professavam sua penitência. Mas o orgulho proibiu isso (Calvino).

15 E lhe disseram: Senta-te agora, e o lê aos nossos ouvidos. E Baruque leu aos seus ouvidos.
16 E sucedeu que, quando ouviram todas aquelas palavras, cada um se voltou espantado uns aos outros, e disseram a Baruque: Sem dúvida alguma anunciaremos ao rei todas estas palavras.

cada um se voltou espantado uns aos outros – hebraico, “afligido pelo medo”, eles se voltaram um para o outro (compare Gn 42:28). Isso mostrou, por sua vez, hesitação e certo grau de medo de Deus, mas não o suficiente para fazê-los dispostos a sacrificar o favor de um rei terreno.

Sem dúvida alguma anunciaremos ao rei – não a linguagem de ameaça, mas implicando que a questão é de tal momento que o rei deve ser familiarizado com ela, a fim de buscar algum remédio contra a ira divina.

17 E perguntaram a Baruque, dizendo: Conta-nos agora: como escreveste todas estas palavras? Da boca de Jeremias ?

O que eles queriam saber era se o que Baru leu para eles foi escrito por ele de memória, depois de ouvir Jeremias repetindo suas profecias continuamente, ou exatamente do próprio ditado do profeta.

18 E Baruque lhes disse: Ele me ditava de sua boca todas estas palavras, e eu escrevia no livro com tinta.

sua boca – Baruch responde que foi pelo ditado oral do profeta; Jr 36:2 concorda com essa visão, e não com a noção de que Jeremias repetiu suas profecias de manuscritos.

tinta – sua especificação da “tinta” implica: não adicionei nada, exceto a mão, caneta e tinta.

19 Então disseram os príncipes a Baruque: Vai, e esconde-te, tu e Jeremias, e ninguém saiba onde estais.

Mostrando que eles não estavam completamente sem sentimentos melhores (compare Jr 36:16,25).

20 E foram ao encontro do rei no pátio, porém o rolo depositaram na câmara de Elisama, o escriba; e contaram aos ouvidos do rei todas aquelas palavras.

câmara – Havia câmaras no palácio do rei ao redor da corte ou grande salão, como no templo (Jr 36:10). O rolo foi “deitado” lá por segurança, com outros registros públicos.

21 Então o rei enviou a Jeudi para que tomasse o rolo; e o tomou da câmara de Elisama, o escriba, e Jeudi o leu aos ouvidos do rei, e aos ouvidos de todos os príncipes que estavam junto ao rei.

enviou a Jeudi – Note como os incrédulos fogem de Deus, e ainda buscam através de algum tipo de impulso involuntário (Calvino). Jeudi parece ter sido a ferramenta pronta do rei para o mal.

22 (E o rei estava na casa de inverno, no nono mês; e havia diante dele um braseiro aceso);

casa de inverno – (Am 3:15).

nono mês – ou seja, do ano religioso, isto é, novembro ou dezembro.

um braseiro aceso… em vez disso, o fogão estava queimando diante dele. No leste nem as chaminés nem os fornos são usados, mas, no tempo frio, um vaso de bronze contendo carvão em brasa; quando a madeira queimou a brasa, uma cobertura é colocada sobre a panela para que ela retenha o calor.

23 E sucedeu que, havendo Jeudi lido três ou quatro colunas, rasgou-o com uma lâmina de escrever, e o lançou no fogo que tinha no braseiro, até que todo o rolo se consumiu no fogo que estava no braseiro.

três ou quatro colunas – folhas não distintas como em um livro, mas os espaços consecutivos no longo rolo em forma de portas (de onde o nome hebraico é derivado), no qual a escrita é dividida: como os livros de Moisés na sinagoga nos dias de hoje estão escritos em um longo pergaminho enrolado em um bastão, a escrita dividida em colunas, como páginas.

lâmina de escrever – a faca do escritor com a qual o junco, usado como uma caneta, foi consertado. “Ele” refere-se ao rei (Jr 36:22). Sempre que Jehudi lia três ou quatro colunas, o rei cortava em pedaços a parte do rolo lida; e assim ele tratou o todo, até que todas as partes lidas consecutivamente fossem cortadas e queimadas; Jr 36:24, “todas estas palavras”, implica que todo o volume foi lido, não apenas as primeiras três ou quatro colunas (1Rs 22:8).

24 E não temeram, nem rasgaram suas vestes, o rei e todos seus servos que ouviram todas estas palavras.

O rei e seus “servos” eram mais endurecidos do que os “príncipes” e conselheiros (ver em Jr 36:12; ver em Jr 36:14; ver em Jr 36:16). Contraste o medo humilde exibido por Josias na leitura da lei (2Rs 22:11).

25 E ainda que Elnatã, Delaías e Gemarias tenham rogado ao rei que não queimasse aquele rolo, mesmo assim ele se recusou a os ouvir;

(Veja em Jr 36:16). O “mesmo assim” agrava o pecado do rei; embora Deus o tivesse atraído de volta por sua intercessão, ele persistiu: cegueira e reprovação judicial!

26 Em vez disso, o rei mandou a Jerameel filho do rei, a Seraías filho de Azriel, e a Selemias filho de Abdeel, que prendessem ao escriba Baruque e ao profeta Jeremias; mas o SENHOR havia os escondido.

Hammelech – não como margem “, do rei”. Jeoiaquim neste tempo (o quinto ano de seu reinado) não tinha filho adulto: Jecononias, seu sucessor, era então um menino de onze anos (compare 2Rs 23:36, com 2Rs 24:8).

escondeu-os – (Sl 31:20; 83:3; Is 26:20).

27 Então veio a palavra do SENHOR a Jeremias, depois do rei ter queimado o rolo, e as palavras que Baruque tinha escrito da boca de Jeremias, dizendo:

rolo e … palavras – isto é, o rolo de palavras.

28 Toma de novo outro rolo, e escreve nele todas as primeiras palavras que estavam no primeiro rolo, o qual queimou Jeoaquim, rei de Judá.

todas as primeiras palavras – É em vão que os ímpios resistem ao poder de Jeová: nenhuma de Suas palavras cairá por terra (Mt 5:18; At 9:5; 5:39).

29 E dirás a Jeoaquim rei de Judá: Assim diz o SENHOR: Tu queimaste este rolo, dizendo: Por que escreveste nele, dizendo: Certamente virá o rei da Babilônia, e destruirá esta terra, e fará com que não fiquem nela homens nem animais?

dirás a Jeoaquim – não em pessoa, como Jeremias estava “escondido” (Jr 36:26), mas pela palavra escrita de profecia.

dizendo: Por que? Isto é o que o rei desejava que fosse dito a Jeremias se ele fosse encontrado; os reis muitas vezes não gostam da verdade a ser dita.

30 Portanto assim diz o SENHOR quanto a Joaquim rei de Judá: Ele não terá quem se sente sobre o trono de Davi; e seu cadáver será lançado ao calor do dia e à geada da noite.

Ele não terá quem se sente sobre o trono – cumprido (2Rs 24:8, etc; 2Rs 25:1-30). Ele tinha sucessores, mas não diretamente de sua posteridade, exceto seu filho Jeconia, cujos três meses de reinado são contados como nada. Zedequias não era o filho, mas o tio de Jeconias, e foi elevado ao trono em desprezo por ele e seu pai Joaquim (Jr 22:30).

corpo morto … lançado fora – (Jr 22:18-19).

dia… calor… noite… geada – Existem muitas vezes estas variações de temperatura no Oriente entre a noite e o dia (Gn 31:40).

31 E punirei a ele, assim como sua semente e os seus servos, por sua perversidade; e trarei sobre eles, sobre os moradores de Jerusalém, e sobre os homens de Judá, todo o mal que tenho lhes dito mas não quiseram ouvir.
32 Então Jeremias tomou outro rolo, e o deu a Baruque filho de Nerias, o escriba; o qual escreveu nele da boca de Jeremias todas as palavras do livro que Jeoaquim, rei de Judá, tinha queimado a fogo; e ainda foram acrescentadas a elas muitas outras palavras semelhantes.

muitos gostam de palavras – os pecadores ganham nada além de punição adicional deixando de lado a palavra de Jeová. A lei foi igualmente reescrita depois que as primeiras tabelas foram quebradas devido à idolatria de Israel (Êx 32:19, 34:1).

<Jeremias 35 Jeremias 37>

Leia também uma introdução ao Livro de Jeremias.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados