Bíblia, Revisar

Salmo 13

1 (Salmo de Davi, para o regente:) Até quando, SENHOR, te esquecerás de mim? Para sempre? Até quando tu esconderás de mim o teu rosto?

As formas de expressão e figura aqui usadas são frequentes (compare Sl 9:12, Sl 9:18, Sl 10:11, Sl 10:12).

2 Até quando refletirei em minha alma, tendo tristeza em meu coração o dia todo? Até quando o meu inimigo se levantará contra mim?

Os conselhos ou dispositivos de seu coração não proporcionam alívio.

3 Olha para mim, e ouve-me, SENHOR meu Deus; ilumina os meus olhos, para que eu não adormeça na morte.

ilumina os meus olhos – obscurecido com fraqueza, denotando morte que se aproxima (compare 1Sm 14: 27-29; Salmo 6: 7; Salmo 38:10).

4 Para que meu inimigo não diga: Eu o venci;e meus inimigos se alegrem, se eu vier a cair.

se alegrem – literalmente, “grite como em triunfo”.

Eu sou movido – abatido de uma posição firme (Salmo 10: 6).

5 Mas eu confio em tua bondade; em tua salvação meu coração se alegrará;

A confiança é seguida pela alegria na libertação que Deus produz e, em vez de seu inimigo, ele pode levantar a canção do triunfo.

6 Cantarei ao SENHOR, porque ele tem me feito muito bem.
<Salmo 12 Salmo 14>

Introdução ao Salmo 13

No título, veja em Introdução. O salmista, lamentando a ausência de Deus e o triunfo de seus inimigos, reza por alívio antes de ser totalmente destruído, e é encorajado a esperar que sua confiança não seja em vão.

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.