Bíblia, Revisar

Oseias 8

1 Põe a trombeta em tua boca. O inimigo vem como uma águia contra a casa do SENHOR, porque violaram meu pacto, e transgrediram minha lei.

Os 8: 1-14. Profecia da irrupção dos assírios, em punição pela apostasia de Israel, idolatria e criação de reis sem a sanção de Deus.

Em Os 8:14, diz-se que Judá multiplica as cidades fortificadas; e em Os 7:7-9, Israel, para sua grande dor, é dito ter subido para a Assíria em busca de ajuda. Isso responde melhor ao reinado de Menahem. Pois foi então que Uzias de Judá, seu contemporâneo, construiu cidades cercadas (2Cr 26:6,9-10). Então também Israel se voltou para a Assíria e teve que pagar por sua loucura pecaminosa mil talentos de prata (2Rs 15:19) (Maurer)

Põe a trombeta – para avisar sobre a aproximação do inimigo: “Ao teu paladar (isto é, boca, Jó 31:30) a trombeta”; a brusquidão da expressão indica a rapidez do ataque. Então Os 5:8.

como uma águia – o assírio (Dt 28:49; Jr 48:40; Hq 1:8).

contra a casa do SENHOR – não o templo, mas Israel visto como a família de Deus (Os 9:15; Nm 12:7; Zc 9:8; Hb 3:2; 1Tm 3:15; 1Pe 4:17).

2 Então clamarão a mim: Deus meu, nós, Israel, te conhecemos.

Deus meu, nós, Israel, te conhecemos – o singular “Meu” é usado de forma distributiva, cada um se dirigindo a Deus. Eles, em sua hora de necessidade, alegam seu conhecimento de Deus como o povo da aliança, enquanto que em seus atos não O reconhecem (compare Mt 7:21-22, Tt 1:16, também Is 29:13; Jr 7:4). O hebraico junta-se a “Israel”, não como a versão inglesa, com “clamará”, mas “nós, Israel, te conhecemos”; Deus nega a alegação assim imposta no chão de sua descendência de Israel.

3 Israel rejeitou o bem; o inimigo o perseguirá.

Israel – Deus repete o nome em oposição ao uso deles (Os 8:2).

o bem – Jerônimo traduz: “Deus” que é bom e faz o bem (Salmo 119: 68). Ele é o principal objeto rejeitado, mas com Ele também tudo o que é bom.

o inimigo o perseguirá – em justa retribuição de Deus.

4 Eles fizeram reis, mas não de mim; constituíram príncipes, porém sem que eu soubesse; de sua prata e de seu ouro fizeram ídolos para si, para que sejam exterminados.

não por mim – não com a Minha sanção (1Rs 11:31; 12:20). Israel estabeleceu Jeroboão e seus sucessores, ao passo que Deus designou a casa de Davi como os reis legítimos de toda a nação.

sem que eu soubesse – eu não aprovava (Sl 1:6).

de seu ouro fizeram ídolos para si – (Os 2:8; 13:2).

para que sejam exterminados – isto é, embora avisados ​​das consequências da idolatria, como se estivessem de olhos abertos, eles correram em sua própria destruição. Então Jr 27:10,15; 44:8.

5 O teu bezerro foi rejeitado, ó Samaria; minha ira está acesa contra eles; até quando não suportarão a pureza?

foi rejeitado – Como as reticências de ti são incomuns, Maurer traduz: “teu bezerro é abominável”. Mas a antítese de Os 8:3 estabelece a versão inglesa: “Israel removeu o que é bom”; portanto, em justa retribuição, “teu bezerro te rejeitou”, isto é, é feito por Deus a causa de tua rejeição (Os 10:15). Jeroboão, durante sua estada no Egito, viu Apis adorado em Mênfis e Mnevis em Heliópolis, na forma de um boi; isso e os querubins do templo sugeriram a ideia dos bezerros montados em Dan e Betel.

até quando não suportarão a pureza? – Por quanto tempo eles serão incapazes de levar inocência? [Maurer]

6 Porque isso procede de Israel, um artífice o fez; isso não é Deus; por isso o bezerro de Samaria será desfeito em pedaços.

isso procede de Israel – isto é, o bezerro originou com eles, não de mim. “E também”, assim como seus “reis criados” por eles, “mas não por Mim” (Os 8:4).

7 Porque semearam vento, colherão tempestade; não haverá colheita, nem a produção dará farinha; mesmo se a der, estrangeiros a tragarão.

colherão – (Pv 22:8; Gl 6:7). “Semear … vento”, isto é, fazer a vaidosa demonstração de adoração, enquanto a fé e a obediência estão faltando (Calvino). Em vez disso, oferecer súplicas sem sentido aos bezerros por boas colheitas (compare com Os 2:8); o resultado é que Deus os fará “não colherão o caule”, ou seja, “ficar de pé”. Além disso, a fraseologia proverbialmente significa que todos os seus empreendimentos serão sem proveito (Pv 11:29; Ec 5:16).

o broto – ou “crescimento”.

estrangeiros (Os 7:9).

8 Israel é tragado; agora são como um vaso que ninguém dá valor entre as nações.

um vaso que ninguém dá valor – (Sl 41:12; Jr 22:28; 48:38).

9 Porque eles subiram à Assíria, como um jumento selvagem solitário; Efraim se vendeu aos amantes.

subiram à Assíria – referindo-se à aplicação de Menahem para a ajuda de Pul em estabelecê-lo no trono (compare Os 5:13; 7:11). O nome de Menahem é lido nas inscrições no palácio sudoeste de Nimrod, como um afluente do rei assírio em seu oitavo ano. A dinastia de Pul, ou Phalluka, foi suplantada em Nínive por Tiglath-pileser, cerca de 768 (ou 760) b.c. Semiramis parece ter sido a esposa de Pul, e ter se retirado para a Babilônia em 768; e seu filho, Nabonassar, tendo sucesso após um período de confusão, originou “a era de Nabonassar”, 747 b. [G. V. Smith]. Dizem que os estrangeiros que chegam à terra de Israel “sobem”; aqui é o inverso, para intimar o estado afundado de Israel e a superioridade da Assíria.

jumento selvagem – uma figura da obstinada perversidade de Israel em seguir sua própria inclinação (Jr 2:24).

solitário – característica de Israel em todas as eras: “eis que o povo habitará só” (Nm 23:9; compare Jó 39:5-8).

se vendeu aos amantes – invertendo o caminho comum, ou seja, que os amantes devem contratá-la (Ez 16:33-34).

10 Ainda que tenham se vendido às nações, agora eu as ajuntarei; e começarão a ser reduzidos pela opressão do rei de príncipes.

eu as ajuntarei – isto é, as nações (Assíria, etc.) contra Israel, em vez de ajudá-la como ela desejou (Ez 16:37).

um pouco – em vez disso, “em um pouco” (Henderson). Versão Inglesa dá bom senso: Eles vão sofrer “um pouco” com a imposição do tributo; Deus suspendeu ainda o grande julgamento, a saber, sua deportação pela Assíria.

pela opressão do rei de príncipes – o tributo imposto a Israel (sob Menaém) pelo rei assírio Pul, (2Rs 15:19-22), que tinha muitos “príncipes” sob seu domínio (Is 10:8).

11 Porque Efraim multiplicou os altares para pecar, os altares feitos para cometer pecado.

Deus, em justa retribuição, os entrega ao seu próprio caminho; o pecado se torna seu próprio castigo (Pv 1:31).

multiplicou os altares – em oposição à lei de Deus (Dt 12:5-6,13-14).

pecarpecado – Seus altares que eram “pecado” (quaisquer que sejam as intenções religiosas que possam advogar) devem ser tratados como tais e devem ser a fonte de sua punição (1Rs 12:30,34).

12 Eu lhe escrevi as grandezas de minha lei, mas foram consideradas coisa estranha.

lei – (Dt 4:6,8; Sl 19:8; 119:18,72; 147:19-20). Maurer não traduz tão bem “as muitas coisas da Minha lei”.

minha lei – ao contrário de suas invenções. Esta referência de Oséias apenas ao Pentateuco é contra a teoria de que algumas profecias escritas anteriores não chegaram até nós.

coisa estranha – como se fosse uma coisa com a qual eles não tinham nada para fazer.

13 Quanto aos sacrifícios de ofertas a mim, eles sacrificam a carne, e a comem; porém o SENHOR não os aceita. Agora ele se lembrará de sua perversidade, e punirá seus pecados; eles voltarão ao Egito.

sacrifícios de ofertas a mim – isto é, que eles oferecem a mim.

a comem – Sua própria gratificação carnal é o objeto que eles procuram, não a minha honra.

Agora – isto é, “rapidamente”.

voltarão ao Egito – (Os 9:3,6; 11:11). A mesma ameaça que em Dt 28:68. Eles fugiram para lá para escapar dos assírios (compare com Judá, Jr 42:1 à 44:30), quando estes últimos haviam derrubado sua nação. Mas veja em Os 9:3.

14 Porque Israel se esqueceu de seu Criador, e edificou templos; Judá multiplicou cidades fortificadas; porém mandarei fogo em suas cidades, que consumirá seus palácios.

Criador – (Dt 32:18).

templos – para ídolos.

Judácidades fortificadas – Judá, embora menos idólatra do que Israel, traiu falta de fé em Jeová confiando mais em suas cidades fortificadas do que a ele; em vez de fazer paz com Deus, Judá multiplicou as defesas humanas (Is 22:8; Jr 5:17; Mq 5:10-11).

mandarei fogo em suas cidades – Senaqueribe queimou todas as cidades fortificadas de Judá, exceto Jerusalém (2Rs 18:13).

seus palácios – ou seja, da terra. Compare com Jerusalém, Jr 17:27.

<Oseias 7 Oseias 9>

Leia também uma introdução ao Livro de Oseias.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.