Bíblia, Revisar

Joel 1

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

O aspecto desolado do país pela praga dos gafanhotos; o povo admoestou a oferecer orações solenes no templo; pois esta calamidade é a mais séria de uma ainda mais pesada.

1 Palavra do SENHOR que veio a Joel, filho de Petuel.

Joel – significando: “Jeová é Deus”.

filho de Petuel – para distinguir Joel o profeta de outros do nome. Pessoas eminentes também foram notadas adicionando o nome do pai.

2 Ouvi isto, anciãos, e escutai, todos os moradores desta terra. Por acaso isto aconteceu em vossos dias, ou nos dias dos vossos pais?

Uma introdução espirituosa chamando atenção.

anciãos – os melhores juízes em questão sobre o passado (Dt 32:7; Jó 32:7).

Por acaso isto – isto é, alguma tão grave calamidade como esta já foi antes? Nenhuma praga de gafanhotos havia sido desde os do Egito. Êx 10:14 não está em desacordo com este versículo, que se refere à Judeia, na qual Joel diz que não houve tal devastação antes.

3 Contai disso aos vossos filhos, e vossos filhos aos seus filhos, e seus filhos à outra geração.

Contai disso aos vossos filhos – a fim de que eles sejam admoestados pela severidade do castigo a temerem a Deus (Sl 78:6-8; compare Êx 13:8; Js 4:7).

4 O que restou do gafanhoto cortador o gafanhoto comedor comeu; e o que restou do gafanhoto comedor o gafanhoto devorador comeu, e o que restou do gafanhoto devorador o gafanhoto destruidor comeu.

Este versículo declara o assunto sobre o qual ele depois se expande. Quatro espécies ou estágios de gafanhotos, ao invés de quatro insetos diferentes, significam (compare Leviticus Lv 11:22). Literalmente, (1) o gafanhoto roendo; (2) o gafanhoto da enxameação; (3) o gafanhoto da lambedura; (4) o gafanhoto consumidor; formando um clímax para o tipo mais destrutivo. O último é geralmente de três polegadas de comprimento, e as duas antenas, cada uma de uma polegada de comprimento. Os dois impedimentos dos seus seis pés são maiores que o resto, adaptando-o para pular. O primeiro “tipo” é o do gafanhoto, tendo acabado de sair do ovo na primavera e sem asas. A segunda é quando, no final da primavera, ainda na primeira pele, os gafanhotos colocam os pequenos sem pernas ou asas. O terceiro, quando, após o terceiro lançamento da pele antiga, eles obtêm pequenas asas, que lhes permitem saltar melhor, mas não para voar. Sendo incapaz de ir embora até que suas asas estejam amadurecidas, eles devoram tudo diante deles, grama, arbustos e casca de árvores: traduzido por lagartas ásperas (Jr 51:27). O quarto tipo, os gafanhotos alados amadurecidos (ver Na 3:16). Em Jl 2:25 eles são enumerados na ordem inversa, onde a restauração das devastações causadas por eles é prometida. Os hebreus fazem a primeira espécie se referir à Assíria e Babilônia; a segunda espécie, para a Medo-Pérsia; o terceiro, Greco-Macedônia e Antíoco Epifânio; o quarto, aos romanos. Embora a referência primária seja a gafanhotos literais, o Espírito Santo sem dúvida tinha em vista os sucessivos impérios que assaltaram a Judéia, cada um pior que seu antecessor, sendo Roma o clímax.

5 Despertai, vós bêbados, e chorai; gemei todos vós que bebeis vinho, por causa do suco de uva, porque foi tirado de vossa boca.

Despertai – fora do seu estado normal de estupor de bêbado, para perceber o corte de você de sua bebida favorita. Mesmo os bêbados (de uma raiz hebraica, “qualquer bebida forte”) serão forçados a “uivar”, embora geralmente rindo no meio das maiores calamidades nacionais, tão palpável e universalmente a calamidade afetará a todos.

vinho… vinho novo – “Novo” ou “vinho fresco”, em hebraico, é o suco doce não fermentado e, portanto, não intoxicante, extraído pela pressão de uvas ou outras frutas, como romãs (Ct 8:2). “Vinho” é o produto da uva sozinho e é inebriante (veja Jl 1:10).

6 Porque uma nação subiu sobre minha terra, poderosa e sem número; seus dentes são dentes de leão, e têm presas de leoa.

nação – aplicada aos gafanhotos, ao invés de “pessoas” (Pv 30:25-26), para marcar não só os seus números, mas também a sua hostilidade selvagem; e também preparar a mente do ouvinte para a transição para os gafanhotos figurativos no segundo capítulo, ou seja, a “nação” ou o inimigo gentio vindo contra a Judéia (compare Jl 2:2).

minha terra – isto é, a de Jeová; que nunca teria sido tão devastado se eu não tivesse prazer em infligir punição (Jl 2:18; Is 14:25; Jr 16:18; Ez 36:5; 38:16).

forte – como irresistivelmente varrendo antes de seu corpo compacto os frutos da indústria do homem.

sem número – assim Jz 6:5; 7:12, “como gafanhotos (ou“ gafanhotos ”) pela multidão” (Jr 46:23; Na 3:15).

dentes de leão – isto é, os gafanhotos são tão destrutivos quanto um leão; não há vegetação que resista à sua mordida (compare Ap 9:8). Plínio diz que “roem até as portas das casas”.

7 Assolou minha videira, e devastou minha figueira; desnudou-a por completo e a derrubou; seus ramos ficaram brancos.

latido – Bochart, com a Septuaginta e o siríaco, traduz, de raiz árabe, “quebrou”, isto é, os ramos mais altos, dos quais os gafanhotos mais se alimentam. Calvin suporta a versão em inglês.

minha videiraminha figueira – estar em “Minha terra”, isto é, em Jeová (Jo 1:6). Quanto à natureza abundante da videira da antiga Palestina, veja Nm 13:23-24.

ramos ficaram brancos – ambos da casca sendo removida (Gn 30:37), e dos galhos secando através do tronco, tanto a casca como a madeira sendo devorada abaixo pelos gafanhotos.

8 Chora tu como a virgem vestida de saco por causa do marido de sua juventude.

Lamento – ó “minha terra” (Jl 1:6; Is 24:4).

virgempor causa do marido – Uma noiva virgem era considerada casada (Dt 22:23; Mt 1:19). O hebraico para “marido” é “senhor” ou “possuidor”, sendo o marido considerado o mestre da esposa no Oriente.

de sua juventude – quando os afetos são mais fortes e quando a tristeza pelo luto é consequentemente mais aguda. Sugerir o pensamento do sofrimento de Sião por sua separação de Jeová, o marido prometido de seus primeiros dias (Jr 2:2; Ez 16:8; Os 2:7; compare com Pv 2:17; Jr 3:4).

9 As ofertas de cereais e de bebidas se acabaram da casa do SENHOR; os sacerdotes, servos do SENHOR, estão de luto.

A maior tristeza para a mente de um judeu religioso, e o que deve impressionar toda a nação com um sentimento de desprazer de Deus, é a cessação da habitual adoração ao templo.

ofertas de cereais – hebraico, “mincha}; “carne” não no sentido Inglês “carne”, mas a oferta incruenta feito de farinha, óleo e incenso. Como ele e a oferta de bebida ou libação derramado acompanhava cada oferta de carne sacrificial , o último é incluído, embora não especificado, como sendo também “cortado”, devido a não haver comida para o homem ou animal.

sacerdotesestão de luto – não pela sua própria perda de privilégios de sacrifício (Nm 18:8-15), mas porque não podem mais oferecer as ofertas designadas a Jeová, a quem eles ministram.

10 O campo foi assolado, a terra está de luto; porque o trigo foi destruído, o suco de uva se secou, o azeite está em falta.

terra – diferindo nesse “campo” significa o país aberto e não-fechado; “Terra”, o rico solo vermelho (de uma raiz “ser vermelho”) serve para o cultivo. Assim, “um homem do campo”, em hebraico, é um “caçador”; um “homem da terra” ou “terra”, um “agricultor” (Gn 25:27). “Campo” e “terra” são aqui personificados.

suco de uva – de uma raiz hebraica que implica que se apodera do cérebro, de modo que um homem não é dono de si mesmo. Assim, o termo árabe é de uma raiz “para manter cativo”. Já é fermentado e tão inebriante, ao contrário do vinho fresco doce, em Jl 1:5, também chamado de “vinho novo”, embora uma palavra hebraica diferente. Ele e “o óleo” representam a videira e a oliveira, de onde são obtidos o “vinho” e “óleo” (Jl 1:12).

secou – não “vergonha”, como margem, como é provado pelo paralelismo com “languisheth”, isto é, cair.

11 Envergonhai-vos, trabalhadores; gemei, plantadores de vinhas, pelo trigo e pela a cevada; porque a colheita do campo pereceu.

Envergonhai-vos – isto é, terá a vergonha do desapontamento por causa do fracasso do “trigo” e da “cevada … colheita”.

gemei, plantadores de vinhas – O ponto-e-vírgula deve seguir, como são os “lavradores” que devem estar “envergonhados… pelo trigo”. A razão para os “aparadores de videiras” serem chamados para “uivar” não vem até Jl 1:12, “A videira está seca.”

12 A vide se secou, a figueira definhou, assim como a romeira, a palmeira, e a macieira; todas as árvores do campo se secaram; por isso a alegria se secou entre os filhos dos homens.

romeira – uma árvore em linha reta na haste que cresce seis metros de altura; a fruta é do tamanho de uma laranja, com polpa colorida vermelho-sangue.

palmeira – As datas da Palestina eram famosas. A palma é o símbolo da Judéia em moedas sob o imperador romano Vespasiano. Muitas vezes cresce cem metros de altura.

macieira – O hebraico é genérico, incluindo a laranja, o limão e a pereira.

a alegria se secou – tal como é sentido na colheita e nas estações do ano (Sl 4:7; Is 9:3).

13 Cingi-vos e lamentai, sacerdotes; gemei, ministros do altar; vinde e deitai em sacos, trabalhadores de meu Deus; porque as ofertas de alimentos e de bebidas foram tiradas da casa de vosso Deus.

Cinge-vos, isto é, com pano de saco; como em Is 32:11, a elipse é fornecida (compare Jr 4:8).

lamentai, sacerdotes – como é seu dever dar o exemplo aos outros; também como a culpa era maior, e um maior escândalo foi ocasionado por seu pecado à causa de Deus.

vinde – a Septuaginta, “entre” na casa de Deus (compare Jl 1:14).

vinde e deitai em sacos – assim Acabe (1Rs 21:27).

trabalhadores de meu Deus – (1Co 9:13). Joel reivindica autoridade para sua doutrina; é em nome de Deus e por sua missão eu falo com você.

14 Santificai um jejum; convocai uma reunião solene; congregai os anciãos e todos os moradores desta terra na casa do SENHOR vosso Deus, e clamai ao SENHOR.

um jejum – Marque um jejum solene.

reunião solene – literalmente, um “dia de contenção” ou cessação do trabalho, para que todos possam dar-se a súplica (Jl 2:15-16; 1Sm 7:5-6; 2Cr 20:3-13).

anciãos – O contraste com “filhos” (Jl 2:16) requer que a idade seja intencionada, embora provavelmente os anciãos no cargo estejam incluídos. Sendo os líderes das pessoas em culpa, eles devem ser seus líderes também em arrependimento.

15 Ai daquele dia! Porque perto está o dia do SENHOR, e virá do Todo-Poderoso como destruição.

dia do SENHOR – (Jl 2:1,11); isto é, o dia da sua ira (Is 13:9; Ob 1:15; Sf 1:7,15). Será um antegosto do dia vindouro do Senhor como Juiz de todos os homens, de onde recebe o mesmo nome. Aqui a transição começa da praga dos gafanhotos para as piores calamidades (Jl 2:1-11) dos exércitos invasores prestes a vir sobre a Judéia, da qual os gafanhotos foram o prelúdio.

16 Por acaso não foi tirado o alimento de diante de nossos olhos, a alegria e o prazer da casa de nosso Deus?

Compare Jl 1:9 e parte posterior de Jl 1:12.

alegria – que prevalecia nas festas anuais, como também nas ofertas sacrificiais ordinárias, das quais os ofertantes comiam diante do Senhor com alegria e ações de graças (Dt 12:6-7,12; 16:11,14-15).

17 As sementes se apodreceram debaixo de seus torrões, os celeiros foram assolados, os depósitos foram derrubados; porque o trigo se secou.

está podre – “está seco”, “desaparece”, de uma raiz árabe (Maurer) “Semente”, literalmente, “grãos”. A seca faz com que as sementes percam toda a sua vitalidade e umidade.

celeiros – celeiros; geralmente subterrânea e dividida em recipientes separados para os diferentes tipos de grãos.

18 Como geme o gado! As manadas dos vacas estão confusas, porque não têm pasto! Os rebanhos das ovelhas estão desolados.

perplexos – insinuando os gestos inquietos das bestas idiotas em sua incapacidade de encontrar comida. Há um contraste tácito entre o sentido da criação bruta e a insensibilidade do povo.

sim, as ovelhas … Até as ovelhas, que se contentam com pastagens menos ricas, não conseguem encontrar alimento.

estão desolados – literalmente, “sofrer punição”. O inocente bruto compartilha o “castigo” do homem culpado (Êx 12:29; Jn 3:7; 4:11).

19 A ti, ó SENHOR, eu clamo; porque o fogo consumiu os pastos do deserto, e chama incendiou todas as árvores do campo.

para ti vou chorar – Joel aqui se interpõe, Como este povo é insensível a vergonha ou medo e não vai ouvir, eu vou deixá-los e dirigir-me diretamente a Ti (compare Is 15:5; Jr 23:9).

pastos – “lugares gramados”; de uma raiz hebraica “para ser agradável”. Tais lugares seriam selecionados para “habitações” (Margem). Mas a renderização da versão em inglês é melhor que a Margem.

20 Até os animais do campo clamam a ti, porque os rios de águas se secaram, e o fogo consumiu os pastos do deserto.

chorar … para ti – isto é, olhe para o céu com as cabeças erguidas, como se a sua única expectativa fosse de Deus (Jó 38:41; Sl 104: 21; 145:15; 147:9; compare Sl 42:1). Eles reprovam tacitamente a morte dos judeus, porque nem mesmo agora invocam a Deus.

<Oseias 14 Joel 2>

Leia também uma introdução ao Livro de Joel.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados