Bíblia

Salmo 103

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!
1 (Salmo de Davi:) Louva ao SENHOR, ó minha alma; e que todo o meu interior louve ao seu santo nome.

Louva…quando Deus é o objeto, louvor.

minha alma… eu mesmo (Sl 3:3; Sl 25:1).

todo o meu interior (Dt 6:5).

seu santo nome… (Sl 5:11), Suas perfeições morais completas.

2 Louva ao SENHOR, ó minha alma; e não te esqueças de nenhum dos benefícios dele;

não te esqueças de nenhum dos benefícios dele. Um mandamento da lei (Dt 6:12; 8:11-14; compare, também, Dt 32:15), e um primeiro dever da criatura. “Aquele que foi abençoado, e se recusa a abençoar, caiu do estado de homem para o de animal” (Hengstenberg). [Whedon]

3 Que perdoa todas as tuas perversidades, e te sara de todas as tuas enfermidades.

O salmista pode ter tido em mente Êxodo 15:26, “Eu sou Jeová que te sara”; e Deuteronômio 29:22, onde a palavra um tanto rara para enfermidades é usada nos julgamentos com que a terra deve ser castigada pelos pecados de Israel. A palavra não precisa ser limitada à doença corporal, mas pode incluir todo sofrimento. A remoção da punição do pecado é a prova do seu perdão (Compare com Sl 85:1-3; 147:3). [Cambridge]

4 Que resgata tua vida da perdição; que te coroa com bondade e misericórdia.

resgata…do custo que está implícito.

perdição… literalmente, “poço da corrupção” (Sl 16:10).

coroa…ou “adorna” (Sl 65:11).

misericórdia…compaixão (compare Sl 25:6; Sl 40:11).

5 Que farta tua boca de coisas boas, e tua juventude é renovada como a águia.

Pela provisão de Deus, o justo mantém um vigor juvenil como as águias (Sl 92:14; compare Is 40:31).

6 O SENHOR faz justiça e juízos a todos os oprimidos.

Isto é, O SENHOR faz justiça para todo o Seu povo oprimido (compare com Sl 103:7; 68:5, “Pai do órfão e juiz das viúvas”; isto é, o Israel órfão e sem terra e a Igreja, quando o seu Senhor parece distante no dia da angústia). [JFU]

7 Ele fez Moisés conhecer seus caminhos, e os filhos de Israel conhecerem as obras dele.

obras…literalmente, “maravilhas” (Sl 7:11; Sl 78:17).

8 Misericordioso e piedoso é o SENHOR, que demora para se irar, e é grande em bondade.

A benevolência de Deus não implica mérito. Ele mostra isso aos pecadores, que também são castigados por um tempo (Êx 34:6).

irar…em Lv 19:18, guarde rancor (Jr 3:5, 12).

9 Ele não reclamará perpetuamente, nem manterá sua ira para sempre.

Compare com Is 57:16; Jr 3:12.

reclamará. Ou, contenderá. Ele é lento em irar-se, mas chega o tempo em que deve, por assim dizer, instaurar um processo contra o Seu povo, e condená-lo pelos seus pecados (Is 3:13; Mq 6:2; Jr 2:9), e mostrar a Sua indignação, castigando-o por isso; mas mesmo assim a Sua ira não dura para sempre. [Cambridge]

10 Ele não nos trata conforme nossos pecados, nem nos retribui conforme nossas perversidades.

Deus castigou Israel menos do que as suas iniquidades mereciam (Compare com Esdras 9:13).

11 Porque, assim como os céus estão bem mais elevados que a terra, assim também prevalece a bondade dele sobre aqueles que o temem.

Isto é, é infinito (Sl 36:5; 57:10). O “temor” é aqui a reverência filial para com Deus na base da Sua infinita santidade. Isto suscita uma obediência sem restrições à Sua vontade revelada. O salmista está falando do que Deus é para Seu próprio povo, não para a humanidade em geral. [JFU]

12 Assim como o oriente está longe do ocidente, assim também ele tira para longe de nós nossas transgressões.

tira para longe de nós… para não mais afetar nossas relações com ele.

13 Assim como um pai se compadece dos filhos, assim também o SENHOR se compadece daqueles que o temem.
14 Porque ele sabe como fomos formados; ele se lembra de que somos pó.

como fomos formados. Referindo-se especialmente ao corpo, ou natureza perecível. A referência é a Gn 2:7: “O Senhor Deus formou o homem do pó da terra”. [Whedon]

15 Os dias do homem são como a erva, como a flor do campo, assim ele floresce.

Os dias do homem são como a erva. “Homem” – literalmente, homem mortal e miserável: No original hebraico, ‘nowsh, de uma raiz (‘aanash), que signifca estar gravemente doente (Buxtorf). Sete assim chamou seu filho (Gn 4:26), da miséria humanamente incurável em que o homem havia caído pelo pecado. Assim, Sl 8:4; 37:2.

como a flor do campo, assim ele floresce. Seu florescimento ou vitalidade é de curta duração (Sl 90:5-6; Jó 14:1-2). [JFU]

16 Mas quando o vento passa por ele, logo perece; e seu lugar deixa de ser conhecido.

Mas quando o vento passa por ele, logo perece. O vento oriental escaldante (Gn 41:6,23; Jn 4:8).

e seu lugar. Isto é, a sua flor.

deixa de ser conhecido (Jó 7:10; 20:9). [JFU]

17 Porém a bondade do SENHOR continua de eternidade em eternidade sobre os que o temem; e a justiça dele está sobre os filhos de seus filhos.

Porém a bondade do SENHOR continua de eternidade em eternidade sobre os que o temem. “Sobre eles” – isto é, protegendo-os do alto, e vindo sobre eles em bênçãos. Três vezes as palavras de limitação, “aqueles que o temem”, são repetidas como uma advertência contra os transgressores que presunçosamente tomam para si esta promessa, que não lhes pertence (Sl 103:11,13,17).

e a justiça dele está sobre os filhos de seus filhos (Ex 20:6) A justiça de Deus não consiste em nos recompensar segundo os nossos méritos, mas em mostrar fidelidade ao Seu próprio caráter e às Suas promessas (Sl 103:18) aos que O buscam sinceramente. Assim como aos pais de Israel (Sl 103:7) e aos filhos mais distantes (Lc 1:72-74; At 2:39). O fundamento último da justiça de Deus ao mostrar misericórdia é a justiça do Messias que cumpre a lei. [JFU]

18 Sobre os que guardam o seu pacto dele, e sobre os que se lembram de dos mandamentos dele, para os praticarem.

Sobre os que guardam o seu pacto dele. Dt 7:9,11 é referido aqui, e em Salmo 25:10.

e sobre os que se lembram de dos mandamentos dele (compare com “não te esqueças”, Sl 103:2). Ele “se lembra” de nós (Sl 103:14) quando nós “nos lembramos” Dele, “de seus benefícios” e “de seus mandamentos”. [JFU]

19 O SENHOR firmou o seu trono nos céus, e seu reino domina sobre tudo.

O domínio firme e universal de Deus é uma garantia de que Ele cumprirá Suas promessas (Sl 11:4; Sl 47:8).

20 Bendizei ao SENHOR, ó anjos dele; vós, fortes valentes, que guardais sua palavra, ao ouvirem a voz de sua palavra.

palavra… ou, literalmente, “para ouvir”, etc., isto é, seus atos de obediência são imediatos, de modo que estejam sempre prontos para ouvir, conhecer e seguir implicitamente Sua vontade declarada (compare Dt 26:17Lc 1:19)

21 Bendizei ao SENHOR todos os seus exércitos; vós que servis a ele, que fazeis o que lhe agrada.

vós que servis a ele…como correspondentes aos anjos de grande poder [Salmo 103: 20], denotando multidões também.

22 Bendizei ao SENHOR todas as suas obras, em todos os lugares de seu domínio; louva, minha alma, ao SENHOR!

louva, minha alma, ao SENHOR! Tu, que recebeste tantas e tão grandes provas do favor de Deus, não podes ficar calada quando todas as outras criaturas de Deus O louvam. O salmo encerra como começou (Sl 103:1). [JFU]

<Salmo 102 Salmo 104>

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados