Bíblia

1 Timóteo 2

Aviso Quer estudar a Bíblia e não sabe por onde começar? Conheça o nosso curso: Como Estudar a Bíblia? Ele é gratuito, online e pode ser iniciado agora mesmo! Clique aqui e saiba mais.


1 Por isso eu exorto, antes de tudo, que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todas as pessoas;

Por isso eu exorto (compare com 2Co 8:6Ef 3:13Hb 6:11)  – ou então, “recomendo” (NVI).

antes de tudo (compare com 1Co 15:3).

que se façam súplicas, orações, intercessões (compare com 1Tm 5:5Gn 18:23-321Rs 8:41-43Sl 72:19Mt 6:9,10Tg 5:16).

e ações de graças (compare com Rm 1:8; 6:17Ef 5:20Fp 1:32Ts 1:3).

por todas as pessoas (compare com 1Tm 2:4At 17:301Ts 3:122Tm 2:24Tt 2:11; 3:2).

2 pelos reis, e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, com toda piedade e honestidade.

pelos reis (compare com Ed 6:10Ne 1:11Sl 20:1-4; 72:1Jr 29:7). Nessa época, Nero era o imperador. A instrução do apóstolo, portanto, mostra que as orações da Igreja devem ser feitas tanto por governantes ruins quanto por bons. [Dummelow, 1909]

e por todos os que exercem autoridade (compare com Rm 13:11Pe 2:13).

com toda piedade e honestidade (compare com Lc 1:6; 2:25At 10:22; 24:16Fp 4:8Tt 2:10-141Pe 2:9-132Pe 1:3-7).

Spoiler title

Isso – a oração por todos os homens, independente de quem sejam.

é bom e agradável diante de Deus (compare com 1Tm 5:4Rm 12:1-2Rm 14:18Ef 5:9,10Fp 1:11; 4:18Cl 1:101Ts 4:1Hb 13:161Pe 2:5,20) – não apenas diante dos homens, como se procurássemos o favorecimento deles (2Co 8:21). [JFU, 1871]

4 que quer que todas as pessoas sejam salvas e venham ao conhecimento da verdade.
[Deus] quer que todas as pessoas sejam salvas (compare com Is 45:22; 49:6; 55:1Ez 18:23,32; 33:11Lc 14:23Jo 3:15-17; 6:37Rm 3:29-302Co 5:17-191Ts 2:15-16Tt 2:112Pe 3:9). Ou seja, Deus não faz distinção de posição social, etnia ou nacionalidade (compare com Tt 2:11) – como os efésios poderiam pensar; logo, os cristãos não devem deixar de orar por alguém, ou algum grupo pelo qual não tenham simpatia, como “reis, e…os que exercem autoridade” (1Tm 2:2).

e venham ao conhecimento da verdade (compare com Mt 28:19Mc 16:15Lc 24:47; Lc 1:77Jo 14:6Jo 17:17Rm 10:12-15; 2Tm 2:252Tm 3:7Hb 10:26; Ap 14:6).

5 Pois há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os seres humanos: o humano Cristo Jesus,

Pois há um só Deus – A unidade de Deus em essência e propósito prova que Ele alcança     todos os Seus filhos humanos (criados à Sua imagem) na Sua oferta de graça (compare o mesmo argumento da Sua unidade, Rm 3:30; Gl 3:20). “A universalidade da dispensação é provada pela unidade do Dispensador” (Ellicott). 1Tm 2:4 é provado de 1Tm 2:5; 1Tm 2:1 de 1Tm 2:4. O Deus único é comum a todos (Is 45:22; At 17:26). O único Mediador é o Mediador entre Deus e um todo potencialmente (Rm 3:29; Ef 4:5-6; Hb 8:6; 9:15; 12:24). Aqueles que não têm este único Deus pelo único Mediador não têm nenhum: literalmente, um intermediário. A ordem grega é ‘um mediador também entre’, etc. Embora Deus queira que todos os homens sejam salvos pelo conhecimento de Deus e do Mediador, há uma ordem legítima no exercício dessa vontade com a qual os homens devem recebê-la. Toda a humanidade constitui UM HOMEM diante de Deus (Bengel).

o humano – antes “homem”, absoluta e geneticamente: não um mero homem individual: o Segundo Chefe da humanidade, representando e incorporando em Si mesmo toda a raça e natureza humanas. Não há “o” no grego. Este epíteto é, portanto, a corroboração mais forte de seu argumento, a saber, que a mediação de Cristo afeta toda a raça, uma vez que existe apenas o único Mediador, concebido como o Homem Representativo para todos os homens (compare Rm 5:15; 1Co 8:6; 2Co 5:19; Cl 2:14). Seu ser “homem” era necessário para que Ele fosse um Mediador, simpatizando conosco através do conhecimento experimental de nossa natureza (Is 50:4; Hb 2:144:15). Mesmo na natureza, as bênçãos nos são transmitidas por Deus através da mediação de vários agentes. A efetiva intercessão de Moisés por Israel (Nm 14:13-19 e Dt 9:1-29); de Abraão por Abimeleque (Gn 20:7); de Jó por seus amigos (Jó 42:10), a mediação sendo PRESCRITA por Deus ao declarar Seu propósito de perdoar – tudo prefigura a grande mediação para todos pelo Único Mediador. Por outro lado, 1Tm 3:16 afirma que Ele também era Deus. [JFU]

6 o qual deu a si mesmo como resgate por todos, como testemunho ao seu tempo.
[Jesus Cristo] deu a si mesmo como resgate por todos (compare com Jó 33:24Is 53:6Mt 20:28Mc 10:45Jo 6:51; 10:152Co 5:14-15,21Ef 1:7,17; 5:2Tt 2:14Hb 9:121Pe 1:18-19; 2:24; 3:181Jo 2:1-2; 4:10Ap 1:5; 5:9).

como testemunho (compare com 1Co 1:62Ts 1:102Tm 1:81Jo 5:11-12ao seu tempo (compare com 1Tm 6:15Rm 5:6; 16:26Gl 4:4Ef 1:9-10; 3:5Tt 1:3) ou então, “testemunho que se deve dar em tempos oportunos” (NAA).

7 Para isso fui designado pregador e apóstolo, instrutor dos gentios na fé e na verdade (estou dizendo a verdade, não mentindo).

Para isso fui designado (compare com 1Tm 1:11-12) – ou seja, para dar testemunho do Evangelho (1Tm 2:5-6).

pregador (compare com Ec 1:1-2,12; 7:27; 12:8-10Rm 10:14Ef 3:7-82Tm 1:112Pe 2:5) – literalmente, arauto (1Co 1:219:2715:11; 2Tm 1:11; Tt 1:3). Como em 1Tm 1:16, Paulo  apresenta a si mesmo como um modelo vivo do Evangelho (Gl 2:9; Ef 3:1-12; Cl 1:23). A universalidade de sua comissão é uma afirmação pertinente aqui, onde ele argumenta que as orações devem ser feitas “por todos os homens” (1Tm 2:1).

instrutor dos gentios (compare com Jo 7:35At 9:15; 22:21; 26:17-18,20Rm 11:13; 15:16Gl 1:16; 2:9).

na fé (compare com Atos 14:27Gl 2:16; 3:9e na verdade (compare com Sl 111:7). A esfera do seu ministério era a fé, e (1Tm 2:4) a verdade evangélica o conteúdo da fé (Wiesinger). Ellicott, “a fé subjectiva de Paulo, que abre a verdade doutrinária objetiva (Jo 8:31-32)”.

estou dizendo a verdade, não mentindo (compare com Rm 9:12Co 11:31Gl 1:20) – uma forte afirmação de sua comissão universal, própria do ardor do apóstolo, exposto a frequentes conflitos (Rm 11:1; 2Co 11:13). [JFU, 1871]

8 Portanto, quero que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira nem briga.

quero que (compare com 1Tm 5:141Co 7:7Tt 3:8) os homens – distinguindo-os das “mulheres”, a quem ele tem algo diferente para dizer (1Tm 2:9-12; 1Co 11:14-1514:34-35). A ênfase, entretanto, não está nisto, mas na ordem relacionada à oração, retomada de 1Tm 2:1.

orem em todo lugar (compare com 2Cr 33:11,12Sl 130:1,2Lm 3:55,56Jn 2:1-2Ml 1:11Lc 23:42,43Jo 4:21,23,24At 21:5) – a saber, da oração pública. Cumprindo Ml 1:11, “em todo lugar se oferecerá a meu nome incenso e oferta pura”; e as palavras de Jesus, Mt 18:20; Jo 4:21,23.

levantando mãos santas (compare com Jó 16:17Sl 26:6; 66:18; 134:2Pv 15:8; 21:27Is 1:15; Jr 7:9-10Ml 1:9-10; Hb 10:22Tg 4:8). Os primeiros cristãos levantavam as palmas das mãos para o céu, como fazem aqueles que desejam ajuda. Assim também Salomão (1Rs 8:22; Sl 141:2). Os judeus lavavam as mãos antes da oração (Sl 26:6). Paulo usa aqui uma linguagem alusiva a esse costume (compare com Is 1:15-16). O grego para “santas” significa mãos que não cometeram impiedade e cumpriram cada dever sagrado. Esta (ou pelo menos o desejo arrependido de o ser) é uma qualificação necessária para a oração eficaz (Sl 24:3-4). [JFU, 1871]

sem ira (compare com 1Rs 3:11; Mt 5:22-24,44; 6:12,14-15Mc 11:25Lc 23:34At 7:601Pe 3:7).

nem contenda (compare com Lc 9:46; Rm 14:1; 1Pe 3:7).

9 De semelhante maneira, as mulheres se adornem com roupa respeitosa, com pudor e sobriedade, não com tranças, ouro, pérolas, ou roupas caras;

as mulheres se adornem com roupa respeitosa (compare com 1Pe 3:3-5).

com pudor (compare com Pv 7:10Is 3:16Tt 2:3-5).

não com tranças – isto é, cabelos trançados: provavelmente com o “ouro e pérolas” entrelaçados (1Pe 3:3).

não comouro, pérolas, ou roupas caras (compare com Gn 24:53Ex 35:22-232Rs 9:30Et 5:1Sl 45:13-14; 149:4Pv 31:22Is 3:18-24; Jr 2:32; 4:30Ez 16:9-16Mt 6:28; 6:29; 11:8).

10 mas sim, com boas obras, como é adequado às mulheres que declaram reverência a Deus.

com boas obras – A preposição grega não é a mesma que em 1Tm 2:9; “Por meio de” ou “por meio de boas obras”. Seu adorno deve ser efetuado por meio de boas obras: não para que sejam revestidas em, ou com elas (Ef 2:10). Obras, não palavras em público, é sua jurisdição (1Tm 2:8,11-12; 1Pe 3:1). As obras são muitas vezes mencionadas nas Epístolas Pastorais a fim de se oporem à vida desordenada, combinada com a doutrina irresponsável, dos falsos mestres. O cumprimento dos deveres diários é honrado com a designação de “boas obras”. [JFB]

11 A mulher aprenda quietamente, com toda submissão.

aprenda – não “ensine” (1Tm 2:12; 1Co 14:34). Ela não deve nem mesmo fazer perguntas na assembléia pública (1Co 14:35).

com toda submissão – não “usurpando autoridade” (1Tm 2:12). Ela pode ensinar, mas não em público (At 18:26). Paulo provavelmente escreveu esta epístola de Corinto, onde o preceito (1Co 14:34) estava em vigor. [JFB]

12 Porém não permito que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas sim, que esteja em silêncio.

nem use de autoridade  – ou, nem “domine sobre o homem” (Alford), literalmente, “sendo uma autocrata” (alguém sem uma autoridade superior), principalmente em ministrações públicas (compare com Tt 2:3-5).

🔗 Para se aprofundar no assunto, recomendo o texto “Mulheres ensinando homens: qual é o limite?“, por Mary A. Kassian.

13 Pois primeiro foi formado Adão, depois Eva.

Pois – razão do preceito; a ordem original da criação.

primeiro foi formado Adão – antes de Eva, que foi criada para ele (1Co 11:8-9).

14 E Adão não foi enganado; mas a mulher foi enganada, e caiu em transgressão.

Adão não foi [diretamente] enganado – pela serpente como Eva foi, mas foi convencido por sua mulher (Gn 3:17): ele foi, por assim dizer, enganado indiretamente. Contraste com Gn 3:13, onde Eva diz: “A serpente me enganou”. Sendo enganada mais facilmente, ela é mais facilmente engana (Bengel), (2Co 11:3). Por último, ela foi a primeira a pecar – de fato, só ela foi enganada. A sutil serpente sabia que ela era “o vaso mais fraco” (1Pe 3:7). Ela, portanto, tentou-a, não a Adão. A mulher cedeu a tentação e engano de Satanás; o homem, ao amor conjugal. Assim, na ordem da sentença judicial de Deus, a serpente, a principal culpada, está em primeiro lugar; a mulher que foi enganada em seguida; e o homem, persuadido por sua esposa, por último (Gn 3:14-19). Em Rm 5:12, Adão é apresentado como o primeiro transgressor; mas ali Adão (incluindo Eva) é considerado como o cabeça da raça pecadora. Portanto, como aqui, 1Tm 2:11, em Gn 3:16, a sujeição da mulher é representada como a consequência de ela ser enganada. [JFU, 1871]

15 Porém ela se salvará dando à luz a filhos, se permanecerem na fé, amor, e santificação com sobriedade.

ela se salvará dando à luz a filhos (compare com Gn 3:15-16Is 7:14; 9:6Jr 31:22Mt 1:21-25Lc 2:7,10-11Gl 4:4,5).

na fé (compare com 1Tm 1:5).

com sobriedade (compare com 1Tm 2:9Tt 2:121Pe 4:7).

<1 Timóteo 1 1 Timóteo 3>

Visão geral de 1 Timóteo

Na primeira carta a Timóteo, “Paulo mostra a Timóteo como estabelecer ordem e propósito na igreja em Éfeso a qual tem sido corrompida por mestres falsos”. Para uma visão geral desta carta, assista ao breve vídeo abaixo produzido pelo BibleProject. (9 minutos)

🔗 Abrir vídeo no Youtube.

Leia também uma introdução à Primeira Epístola à Timóteo.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – agosto de 2020.